Fairy Tail World RPG


Seja Bem vindo ao fairy tail World RPG!

Fairy Tail World RPG

O Mundo da Magia
 
InícioFT World RPGCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Ficha de Roy

Ir em baixo 
AutorMensagem
Roy Lanster
Magos Fairy Tail
Magos Fairy Tail
avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 14/04/2013

Ficha Magica
Jewel (Dinheiro): Jewel (Dinheiro):: 100.000

MensagemAssunto: Ficha de Roy   Dom Abr 14, 2013 4:26 pm

Nome: Roy Lanster

Alcunha: Roy

Idade: 19

Raça: Mago

Local de Origem: Fiore – Clover Town

Família: Orfão

Aspecto Físico: 1,87 de altura, pesando 78kg. Cabelo branco, curto. Pele levemente escura. Utiliza uma vestimenta preta com listras simétricas brancas, combinando com calça e botas, juntamente com um manto vermelho que cobre partes de seu torso e sua cintura.

Psicologia: Calculista, quase sempre evitando expectativas.

Hobby: Observar as estrelas.

Ódios: Observar constelações, ter pensamentos positivos e negativos, esperanças e decepções.

Guilda: Fairy Tail

Equipe: (A preencher pelo Mestre da Guilda)

Magia Primária: Heavenly Body

Magia: – Descrição: – Magia de evocação que envolve o uso de objectos astronómicos e formas de vida. Primariamente, o objecto astronómico utilizado é o meteoro ou a criação e manipulação das energias das estrelas a partir do próprio corpo do mago. Ele pode produzir poderosas rajadas ou feixes de luz de alto poder destrutivo contra os oponentes, e ainda consegue usar o poder da gravidade contra os alvos com fins destrutivos. A força pode ser comparada com a queda de um meteoro. O mago ainda é capaz de aumentar as suas próprias habilidades para vários propósitos, entre eles envolver o corpo em magia que aumenta a sua velocidade significativamente. Mas, é necessário um fato especial para poder manipular a magia desta forma.

Descrição das Habilidades Mágicas:

Técnica Mágica: Heavenly Beams

Rank: D

Duração: 1 turno

Numero de Uso: 2 vezes por batalha.

Tipo de Magia: Ofensiva

Descrição: O usuário libera rapidamente de suas mãos raios que atacam o seu alvo. Além da velocidade, os projéteis lançados mudam de rota e perseguem o seu alvo, o que torna difícil escapar.


Técnica Mágica: Heavenly Blast

Rank: D

Duração: 1 turno

Numero de Uso: 3 vezes por batalha.

Tipo de Magia: Ofensiva

Descrição: O usuário inicia fechando o punho, com exceção de dois dedos, e em um movimento rápido, os leva para trás do seu corpo. Isso cria uma grande esfera de Magia Celestial que corre em direção ao alvo.


Técnica Mágica: Grand Chariot

Rank: D

Duração: 1 turno

Numero de Uso: 2 vezes por batalha.

Tipo de Magia: Ofensiva

Descrição: Enquanto no ar, o utilizador coloca os dois braços um em cima do outro, com a mão de cima exibindo apenas o dedo indicador juntamente ao médio. Sete selos mágicos são, então, invocados na frente do usuário e se conectam para formar o que parece ser uma constelação. Cada selo mágico então libera uma explosão poderosa de luz para baixo sobre o oponente, formando a mesma constelação no chão antes de explodir.


Técnica Mágica: Heavenly Shield

Rank: D

Duração: 1 turno

Numero de Uso: 4 vezes por batalha.

Tipo de Magia: Defensiva

Bônus: +5

Descrição: Em um rápido movimento de mãos, invoca um meteoro com o dobro do tamanho do usuário, com a mera finalidade de se proteger contra ataques e projéteis frontais.


Técnica Mágica: Meteor

Rank: C

Duração: 4 turnos

Numero de Uso: 1 vez por batalha.

Tipo de Magia: Suporte

Bônus: +10

Descrição: O corpo do usuário é cercada por magia, o que lhe permite mover através do ar a uma velocidade incrível. Mesmo que alguém consiga detectar sua trajetória, continua sendo muito difícil pará-lo. Com sua velocidade, o usuário pode abordar seus adversários com ataques corpo a corpo e magias mais rápidas e poderosas.


Breve História: É possível que Roy não tenha alcançado nem metade de sua vida, mas ele acredita que já sofreu o suficiente para aprender que criar expectativas seria apenas uma desvantagem. Crianças e adultos possuem seus ideias próprios, os quais podem estar em constante mudança ou não. E é no percurso entre esses dois seres que podem ocorrer as mudanças mais drásticas que definiriam as preferências do humano daquele momento em diante. Se alguns acontecimentos mudaram Roy, é só ele que pode saber.

Clover Town, situada numa área um tanto montanhoso e cercada por floresta, seria uma cidade comum se não fosse pelo fato de ela ser o ponto de encontro dos Mestres das Guildas Oficiais até certo tempo. Mas isso realmente não interessava Roy Lanster na época, que só se importava em ficar ao lado de seus pais, ajudando nos afazeres domésticos, brincar com a vizinhança naquela pequena cidade.

É claro que ele adorava uma atividade em especial: observar as estrelas ao lado do pai, simplesmente deitar no lado da casa e observar aqueles astros e constelações a olho nu. Sua mãe nunca deu muita importância para as estrelas. “Ela parecia até exageradamente preocupada quando perdíamos muito tempo lá...”. Mas ele tinha apenas seis anos, porque ele deveria dar importância a um detalhe como esses? Mesma coisa quando seu pai começava a lhe dizer todos os nomes das constelações visíveis, como se Roy prestasse atenção.

O problema é que seus pais eram mercadores, frequentemente tinham de deixar o menino em casa sozinho, principalmente quando faziam viagens para cidades distantes. Não era um problema, era uma cidade pequena e ele ficava o tempo inteiro em outras casas de conhecidos diferentes. Eles demoravam no máximo três dias para voltar. Um dia a mais? “Imprevistos são sempre normais.” Não para aquele casal, ao menos não deveria ser.
Uma semana se passara e nada de seus pais. Sete noites nas quais Roy olhou para o céu e não reconheceu nenhuma constelação. Mal sabia que seus pais haviam sido emboscados. Se alguém teria motivos para tal ação, não se sabe. Haveria algo de valor na casa daquele casal? Eles não dariam a localização, preocupados com o bem-estar do filho. Diriam que a vida de Roy valeria mais do que a vida de ambos juntos, e morreriam sem nada a se arrepender.

Roy não tinha a menor ideia da localização dos pais, naquela época com nove anos. Não tinha nada a fazer. Foi em um fatídico dia em que resolveu procurar os livros de astronomia do pai. Se ele ao menos conseguisse lembrar o nome das constelações que seu pai tanto dizia, se sentiria mais confortável. Pena que não conseguia lê-los. Ele nunca teria lido qualquer livro até então. Foi pedir ajuda aos vizinhos. Ninguém da cidade soube lê-lo. Mas ele não desistiria tão fácil. Resolveu ir para as cidades vizinhas mais próximas. Não encontrava ninguém apto a ler tal livro.

Boatos se espalharam sobre um menino analfabeto que tinha interesse em astronomia. Muitos foram atrás do menino para ajudá-lo, nenhum bem sucedido. Isso até surgir um velho andarilho, cujo nome não deve ser lembrado. Sua aparência tampouco. Este conseguiu ler um dos livros. Disse que leria todos os livros se Roy acompanhasse para a casa dele. Roy não tinha muito a perder, em pouco tempo estavam a caminho da casa do velho. Era um lugar distante, bem isolado, realmente um ótimo esconderijo.

Aquele velho, aqueles livros... Era um mago. Como seu pai. Aquele andarilho lhe explicou tudo. Seu pai era um mago de uma pequena Ordem, que grupo havia sido desfeito, e muitos de seus integrantes foram caçados. Faziam uso da magia “Heavenly Body”, a mesma presente naquele livro. E ele ajudaria Roy a entender o que estava escrito ali, contanto que ele usasse as magias apenas a favor do que julgasse certo. Ansioso para carregar o legado do seu pai, o menino concordou sem hesitação.

Anos se passaram desde o dia em que se encontraram. Roy, agora com quinze anos, havia adquirido uma relação próxima com o velho andarilho. Aquele homem havia preenchido o espaço que seus pais deixaram. Uma pena, ele não costumava sair muito de sua casa, e Roy ia frequentemente comprar comida ou qualquer coisa necessária para ambos. Mas como qualquer “família”, eles tinham suas discussões. A sede de poder do jovem fez com que ele quisesse aprender muito em pouco tempo, então decidiu fugir daquela casa apenas com seus livros por alguns dias. O que não durou muito, já que após dois dias decidiu voltar por culpa e saudade.

Chegou ao local, entrou naquela casa meio aos pedaços, como sempre, excluindo o fato de quatro corpos estarem jazidos no chão. Ignorando a existência de três corpos, percebeu que um deles era o velhote. Gravemente ferido, mas ainda estava vivo. Roy tentou socorrê-lo às pressas, mas este rejeitou a ajuda. Não queria que o jovem se esforçasse à toa. Mas numa segunda tentativa, Roy conseguiu apoiá-lo em suas costas. Estava o levando o mais rápido que podia, mas não estavam nem na metade do caminho para a cidade mais próxima.

Aquele velho sorria levemente. Ele que agradeceu pela companhia durante todo aquele tempo. Por mais que doesse no garoto, ele resolveu dizer a verdade. Uma Guilda das Trevas havia atacado em sua casa, a mesma que havia emboscado e matado seus pais. Roy apenas o ignorou e continuou o percurso. “Eles ainda estão atrás dos livros... Acabe os seus estudos e livre-se deles, certo...?” Ele não poderia gastar sua energia respondendo aquela questão, sua mente não queria compreender nada daquilo. Foi na metade do caminho em que percebeu que o velhote não voltaria a respirar.

Um treino árduo e pesado era o que seguia diariamente pelos próximos dois anos. Não queria entrar em contato com ninguém, com medo que fosse causar qualquer tipo de desgraça. Com 18 anos, estava quase no fim daqueles livros, quando vê que perto de sua cidade natal surge Lullaby, uma das criações maléficas de Zeref. Esperava derrotá-la. Poderia ele?

Se não tivesse surgido um grupo de magos e acabado com a fera primeiro, ele saberia. Ou talvez não gostaria de saber. Mas a maestria com que lutaram para acabar com aquele monstro foi simplesmente incrível. A guilda, Fairy Tail, protegera sua terra natal. Não tinha interesse em voltar àquela cidade mesmo. Mas aquela guilda... Teria ele alguma chance lá?

Após ter ajudado algumas pequenas vilas, agora com 19 anos, percebeu que os livros seriam inúteis. Já aprendeu tudo o que era necessário, a partir daí, era tudo por sua conta. Queimou os livros junto de algumas memórias. Rumo a Fairy Tail, desejava por em prática seus anos de treinamento. Não contendo muitas esperanças sobre o que poderia acontecer, se iria contra aquela Guilda das Trevas que algum dia ouviu falar, não tinha ideia. Mas se ele tivesse a chance de cortar a garganta de um por um daqueles seres, ou ao menos fazê-los sofrer, isso seria apenas lucro.


Última edição por Roy Lanster em Sab Maio 18, 2013 2:04 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador

avatar

Mensagens : 71
Data de inscrição : 28/11/2012

MensagemAssunto: Re: Ficha de Roy   Dom Abr 14, 2013 6:32 pm

Seja muito bem vindo ao Fairy Tail RPG, Lanster-kun. Lembrando que limite de uso e duração das magias foram e são definidas pelo avaliador, apesar de alguns pequenos errinhos de digitação na ficha, seu personagem foi...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Ficha de Roy
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Ficha] - Sora D. Pierre
» Ficha - Lord Lucario
» ~ Como Atualizar sua Ficha ~
» [Ficha] Ryujin
» FICHA Aurora

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fairy Tail World RPG :: Guildas Aliadas :: Fairy Tail :: Ficha Mágica-
Ir para: