Fairy Tail World RPG


Seja Bem vindo ao fairy tail World RPG!

Fairy Tail World RPG

O Mundo da Magia
 
InícioFT World RPGCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Ficha de Sin

Ir em baixo 
AutorMensagem
Sin
Master Fairy Tail
Master Fairy Tail
avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 19/04/2013

Ficha Magica
Jewel (Dinheiro): Jewel (Dinheiro):: 300.000.000

MensagemAssunto: Ficha de Sin   Sab Abr 20, 2013 1:55 am

Nome: Sin.

Alcunha: Haō (Rei Conquistador),Yōsei no Haō (Rei Conquistador das Fadas),  Ás da Fairy Tail.

Idade: 30 anos.

Raça: Humano.

Local de Origem: Sin.

Família: Desconhecida.

Aspecto Físico: De pele acobreada, olhos dourados e longos cabelos púrpura que geralmente estão presos em um rabo-de-cavalo, Sin é um homem de porte médio. Sua altura, de exatos 1.83m, somada à musculatura definida e traços sutis do rosto o tornam um homem atraente. Costuma usar túnicas e um par de brincos de ouro.

Psicologia: Amante das festas, da boa comida e bebida, da magia, das lutas e sobretudo das mulheres. Sin é um legítimo conquistador e como tal não aceita ser conquistado nem resiste a um desafio. Em fato, por geralmente tratar suas responsabilidades como um desafio, acaba sendo curiosa e extremamente confiável.

Hobbies: Festejar, comer, beber, lutar e... Estar em companhia feminina.

Ódios: Qualquer coisa/pessoa que impeça seus hobbies.

Guilda: Fairy Tail.

Equipe: Nenhuma.

Magia Primaria: Take Over (Comum) - Uma magia de tranformação que permite ao usuário, essencialmente, tomar o controle do poder ou corpo (no caso dos Vulcans do Monte Hakobe) de uma criatura ou pessoa. Isto pode ampliar o poder, força e velocidade do usuário algumas vezes concedendo novas habilidades, como voar ou nadar. Só se pode tomar o controle de um poder de seres que realmente se "compreenda".

Descrição das Habilidades Mágicas

Técnica Mágica: Incarnation Soul: Spirit Of Lightining.

Rank: SS

Duração: Indeterminado.

Número de Uso: Três vezes por batalha.

Tipo Mágico: Suporte.

Bônus: + 30 em ataque, defesa e esquiva; imunidade a técnicas do tipo elétrico e luz.

Descrição: Uma incomum forma de Take Over criada por Sin na qual o mesmo "compreende" e apreende os poderes de uma criatura espiritual  capaz de se manifestar fisicamente por meio de um elemento específico. Neste caso, Sin toma forma de um espírito dos relâmpagos em seu corpo físico ganhando a aparência de um híbrido entre espadachim humano e dragão de escamas e cabelos azuis com dois chifres dourados, uma joia em sua testa e um elaborado colar. Nesta forma Sin obtém imunidade a magias de luz e eletricidade bem como se torna capaz de manipular os relâmpagos a níveis sobre humanos.

Habilidades da Spirit Of Lightining:
 


Técnica Mágica: Incarnation Soul: Spirit Of Wind.

Rank: SS

Duração: Indeterminado.

Número de Uso: Três vez por batalha.

Tipo Mágico: Suporte.

Bônus:  + 30 em ataque, defesa e esquiva; imunidade a técnicas do tipo vento.

Descrição: Outra incomum forma de Take Over criado por Sin na qual o mesmo "compreende" e apreende os poderes de uma criatura espiritual  capaz de se manifestar fisicamente por meio de um elemento específico. Neste caso, Sin toma forma de um espírito dos ventos em seu corpo físico ganhando a aparência de um híbrido entre humano e ave de asas negras que emergem de várias partes de seu corpo. Seu cabelo torna-se maior e com aspecto similar a asas nas pontas, o pescoço é adornado com um colar de ouro, um terceiro olho surge na testa bem como as capacidades de voar, ser imune a magias de vento e poder fazer uso delas em nível sobre humano.

Habilidades da Spirit Of Wind:
 


Técnica Mágica: Whirlwind Wall

Rank: S

Duração: 1 + d6 posts.

Número de Uso: Duas vezes por batalha.

Tipo Mágico: Defesa/Ataque.

Efeito: + 25 de defesa/ dano contra aquele que tentar deixar a barreira antes que a mesma se disperse.

Descrição:Similarmente ao que acontece na Wind Wall, o usuário cria um tornado que cerca uma área específica a separando do resto do mundo. As diferenças, porém é que esta magia é muito mais poderosa conseguindo cobrir áreas incomparavelmente maiores, penetrando no solo, e causa um dano devastador àquelas que a tentam penetrar não os cortando, mas os esmagando com a pressão do movimento do ar. Aqueles que estiverem dentro desta barreira de vento não podem atacar nem ser atacados por quem estiver fora dela.


Técnica Mágica: Vacuum

Rank: SS

Duração: 2 + d6 posts.

Número de Uso: 1 vez por batalha.

Tipo Mágico: Ataque.

Descrição: Fazendo com as mãos o movimento de quem rasga um tecido o usuário é capaz de abrir um vácuo que causa dano continuamente em todos os seres orgânicos e vulneráveis a magias de vento dentro de seu alcance.


Técnica Mágica: Typhoon Blast

Rank: A

Duração: 1 turno.

Número de Uso: 4 vezes por batalha.

Tipo Mágico: Ataque.

Descrição: O usuário lança um tornado da palma de sua mão que brilha em reflexo do poder mágico nele concentrado em dourado ou púrpura. A cor não altera o dano extremo que causa ao acertar o alvo.



Técnica Mágica: Double Typhoon Blast - Great Whirlwind Lance

Rank: S

Duração: 1 post.

Número de Uso: 2  vezes por batalha.

Tipo Mágico: Ataque

Descrição: Conjurando dois tornados com igual sentido de rotação ao redor de suas mãos, um de cada cor, dourado e púrpura, e os combinando sobre sua cabeça, Sin é capaz de lançar um terceiro, enorme e devastador tornado.


Técnica Mágica: Incarnation Soul: Spirit Of Dreams.

Rank: SS

Duração: Indeterminado.

Número de Uso: Três vezes por batalha.

Tipo Mágico: Suporte.

Bônus: + 30 em ataque,defesa e esquiva; imunidade a técnicas do tipo psíquicas/ilusórias.

Descrição:A mais complexa forma de Take Over desenvolvida por Sin. Nela, embora "compreenda" uma criatura espiritual este não usa de poderes elementais e manifesta fisicamente a forma de um espirito totalmente imaterial, um espírito dos sonhos tomando por caracterísicas a imagem de um pequeno duende de traços infantis, asas e chifres de dragão, três olhos e pernas caprinas.  Nessa forma Sin é imune a magias psíquicas e ilusões em geral ao mesmo tempo que é capaz de usar das mesmas em um nível muito além do que um ser humano normalmente consegueria. As magias dessa forma não causam dano.

Habilidades da Spirit Of Dreams:
 


Breve História:

Se você acha que atualmente o comércio de pessoas ocorre apenas no Mercado de Escravos de Bosco, saiba que está terrivelmente enganado. Lá, e posso dizer que porque já conheci aquele país e suas mulheres, mais as mulheres que o país, admito sem qualquer pesar, a única diferença é que o comércio de escravos é aberto enquanto no resto do mundo ele funciona na mesma clandestinidade do tráfego que todos os anos leva pessoas a Bosco.

Nasci no extremo sul de Sin, área do país que se localiza mais próxima de Enca e fui, ainda bebê, vendido a mercadores de pessoas. Sinceramente não sei se eu era fruto de uma gravidez indesejada e ou não assumida, se nasci em algum tipo de meio pobre demais e fui vendido ou para tirar minha famíla da miséria ou pela promessa de ser entregue a uma família rica porque, sim, são os ricos que geralmente compram bebês. O fato é que, como eu disse, geralmente são os ricos que compram bebês, o que significa que nem sempre são eles e acabou que eu fui um dos que caem nos casos do "nem sempre". Fui comprado por mercenários de Enca, o país mais próximo da minha terra natal, da qual ganhei o nome por ser a única aquisição que eles fizeram de tal lugar e desde muito pequeno fui treinado para ser um deles. Um ladrão esmerado, assassino impiedoso, mercenário destemido, enfim, um fora da lei.

A minha sorte nessa história foi que enquanto eu crescia me aproximava das mulheres do bando e conseguia a proteção delas contra quaisquer riscos que os homens pudessem me oferecer até que eu me pudesse defender sozinho. Graças a isso tive algum tempo para ser criança e sonhar. Sonhar com aquilo que minha criação voltada para o desrespeito às leis me pedia, com o desobedecer das leis do bando. Sim, eu não sonhava com algo tão idealístico quanto liberdade. Fui criado sem nem saber o que era isso, para ser sincero, mas fui ensinado desde sempre a não respeitar as leis de fora do bando então nada mais natural que eu também quisesse desrespeitar as leis do bando algum dia. Para isso, porém, eu precisaria ser forte, e disso eu sabia porque as outras crianças que tentaram o meu sonho acabaram exibidas para as demais, ou pelo menos seus pedaços. Ora, vamos! O que esperava? Que criminosos fossem pegar leve com crianças ou que crianças crescidas desde que se lembram entre criminosos fossem ficar traumatizadas com violência? Ficávamos todos temendo por nossas vidas, isso sim e eu ficava pensando em como me tornar mais forte que o bando inteiro. Encontrei minha resposta com oito anos, quando vi pela primeira vez um ataque nosso falhar.

O alvo tinha contratado magos. Menos de dez, bem menos, talvez nem cinco e sozinhos venceram quase cinquenta bandidos veteranos e mais de trinta crianças, dentre as quais estava eu. Foi um verdadeiro milagre termos conseguido todos fugir e foi o meu milagre entender como eu poderia ser mais forte que todos ali e realizar o único sonho que tive. Com o passar dos anos, entre um crime e outro juntei algum dinheiro e convenci meus então companheiros de que seria interessante fazermos uso da magia, e pedi permissão para contratar as lições de um mago. Acredito que por mera ganância o bando foi idiota o bastante para não contratar seus próprios magos enquanto eu fui esperto o bastante para beber menos, visitar menos prostíbulos e investir mais no aprendizado da magia que escolhi. Aquela que mais parecia combinar com minha natureza marginal, cujo nome significava "tomar": Take Over. A magia era avançada, mas sem graça demais porque a menos que eu tomasse o poder de uma criatura realmente incrível eu não seria lá tão surprendente e quando expliquei isso para os demais fui junto a alguns outros membros mandado para atuar como mercenário na caça de monstros o que anos depois me rendeu o poder que eu tanto desejava: o poder para superar as leis daqueles que uma vez me compraram.

Eu poderia ter me tornado dono dos meus compradores, mas a curiosidade de procurar por minhas origens me fez querer seguir o caminho certo e por isso resolvi entregar meus ex-companheiros e logicamente receber a recompensa pelas cabeças deles. Acabei gastando a maior parte daquele dinheiro em uma busca infrutífera pelas minhas origens que apenas me foi útil por nela ter aprendido a ler e escrever, bem como ter obtido minha documentação de cidadão de Enca. Acabei decidindo viver para ver o mundo e viver seus prazeres bancados por minha magia. Trabalhos autônomos, sabe? Para minha felicidade magos eram muito bem remunerados e pude conhecer festas e mulheres de Sin a Bosco, o que devo dizer desagradou um bom número de maridos e amantes, mas me rendeu amigos de viagem com os quais aprendi o valor do verdadeiro companheirismo e como o casamento é uma perigosa besta psicótica e caçadora de homens da qual temos que fugir desesperadamente.

Foi em X784, próximo à fronteira de Bosco com Fiore, que ouvi as notícias sobre a convocação do então novo mestre da Fairy Tail, Macao Conbolt, de magos para um trabalho especial de homenagem aos seus companheiros mortos. Eu estava sem dinheiro o bastante para aproveitar meus hobbies àquela altura então atravessei a fronteira para Fiore e viajei pela ferrovia de Clover Town a Magnólia onde acabei me deparando com um exame de admissão da Fairy Tail ao invés de com um trabalho. Bem, eu não tinha casa nem dinheiro então entrar na Guilda era minha melhor opção e graças a uma certa Dragon Slayer de, digamos, peito aberto, não me arrependo. Na verdade não foi apenas Uki e as outras belas mulheres da Guilda que fizeram valer à pena. Todos lá eram como meus companheiros de viagem, amigos de verdade, mais que isso, eram uma família. A família que eu decidi proteger, que carregando o nome dela, por minha habilidade com Take Over, ganhei a alcunha de de Haō. Melhor dizendo, comprei e paguei por ela ao me tornar Classe-S, a cada missão bem sucedida. Fiz-me ser conhecido como o melhor usuário de Take Over, o rei em "tomar", o rei conquistador, Haō.

Com o abdicar de Macao fiz campanha para que Uki fosse a nova mestra. Eu estava acostumado demais a viver viajando para querer um trabalho em que eu tivesse que ficar parado. Minha vontade foi feita, mas aquela dragãozinha de belas curvas acabou deixando o posto para procurar o pai dela e ameaçou fazer dele meu sogro se eu não assumisse como Mestre. Nem preciso dizer que terminei minha missão Rank-S mais rápido do que ligeiro e cruzei Bosco, onde cumpria com a tal missão, como se não houvesse amanhã. Bem, eu estava mais velho e maduro, acostumado a ter e proteger uma família, a passar mais tempo em um mesmo lugar e rico o bastante para continuar com meus hobbies mesmo sem deixar a Guilda.


_
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Ficha de Sin
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Ficha] - Sora D. Pierre
» Ficha - Lord Lucario
» ~ Como Atualizar sua Ficha ~
» [Ficha] Ryujin
» FICHA Aurora

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fairy Tail World RPG :: Guildas Aliadas :: Fairy Tail :: Ficha Mágica-
Ir para: