Fairy Tail World RPG


Seja Bem vindo ao fairy tail World RPG!

Fairy Tail World RPG

O Mundo da Magia
 
InícioFT World RPGCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Missões - Asteria Elphegort

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Asteria Elphegort
Magos Oracion Seis
Magos Oracion Seis
avatar

Mensagens : 72
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 28
Localização : Catedral da Oración Seis

Ficha Magica
Jewel (Dinheiro): Jewel (Dinheiro):: 1.045.000

MensagemAssunto: Missões - Asteria Elphegort   Qui Jul 18, 2013 11:04 am

Inimigo em comum...

Spoiler:
 


Já fazia algum tempo que Asteria havia entrado para a Oracion Seis, mas ainda não havia realizado trabalho algum em nome da guilda. Aquela monotonia realmente a irritava. Caso ficasse acomodada daquele modo, jamais conseguiria avançar ao rank S, e cumprir seu objetivo então, seria algo fora de questão. Levantando-se da cadeira de onde estava, ela caminhou até o quadro de missões da guilda e depois de uma breve observação, pegou o trabalho que lhe pareceu mais proveitoso. Cruzando os portões da velha catedral, ela avisou o mestre sobre sua futura tarefa e então partiu na direção da estação de trem mais próxima, numa vila que não ficava muito longe dali.


Já era cerca de oito da manhã do dia seguinte quando o trem em que Asteria viajava por fim chegou à estação de Oshibana. A maga havia entrado recentemente para integrar o novo time da Oracion Seis e aquela era sua primeira missão à mando da guilda. A cidade parecia ser um lugar relativamente menor do que as grandes cidades de Fiore, mas mesmo assim não perdia seu brilho. Caminhando a passos lentos para fora da estação, ela encarou o pedido de missão mais uma vez. Uma missão de assassinato silencioso. Aquela era definitivamente sua especialidade. Rumando em direção aos distritos tidos como os mais perigosos, a sacerdotisa começou a coletar informações sobre seu alvo.


Ao que parecia, aquele mafioso era um homem importante, relacionado ao contrabando de armas mágicas para o exterior de Fiore. Nos últimos anos, ele havia conseguido uma fortuna às custas da atividade criminosa, construindo sua mansão munida de vigias 24 horas por dia. Os muros eram altos e o quintal gigantesco. Não seria fácil. Mas se fosse assim, não teria graça para Ateria. Depois de mais algumas horas, o sol finalmente começou a se por. Já posicionada num área próxima ao covil do bandido, ela esperava ansiosamente pela oportunidade de uma invasão. Um sinal ressoou no ar, anunciando a troca de guardas. 


Percebendo que não teria outra oportunidade, a maga moveu-se velozmente até a encosta do muro de granito, pondo-se a poucos metros do portão. Àquela hora, já começava a anoitecer e a sombras escondiam Asteria perfeitamente. O mafioso era um homem temido por todos nas proximidades, de modo que nunca houvera uma ameaça real para com que este pudesse se preocupar. Os guardas estava sonolentos e cansados, numa postura desleixada e preguiçosa. Perfeito. Aproveitando-se do momento, Asteria moveu suas mãos no ar e rezou a Kaardeloch por seu poder.


- Sword of The Fallen!


Os vigias se viraram assustados, tropeçando um no outro enquanto tentavam correr para dar o sinal de invasão. Com um sorriso sádico no rosto, a maga atravessou-os com a espada, matando-os com um só movimento e sujando os portões de vermelho rubro. Com um suspiro desapontado, ela seguiu para o interior do jardim, movendo-se como uma sombra através das árvores. Numa outra ocasião, ela teria torturado cruelmente os dois homens, mas como a situação exigia rapidez e furtividade, ela não poderia se dar ao luxo de iniciar mais um de seus joguinhos.


O exterior da mansão estava repleta de guardas, todos munidos com armas-de-fogo mágicas e que poderiam deixar Asteria gravemente ferida. Seguindo pelas sombras e sem emitir som algum, ela logo estava ao lado do velho casarão. Começando uma escalada, ela se movia com a agilidade de uma gata, subindo pelas videiras, posicionadas ao lado da construção. Depois de pouco tempo, ela já estava sobre o telhado, procurando avidamente pelo aposento aonde seu alvo deveria estar. Quando o localizou finalmente, o velho senhor dormia profundamente em um quarto gigantesco, com móveis finos e decorações que fariam inveja a membros da nobreza. Lançando mão de um punhal deixado numa cômoda ao lado da cama, a assassina atingiu o homem no pescoço, fazendo um corte específico e limpo que tirou sua vida sem nem mesmo acordá-lo. Mal ela havia acabado, um som vindo do jardim a fez olhar para trás.


- Os vigias estão mortos! Alguém invadiu a mansão! Achem o invasor antes que algo aconteça ao chefe!


Num salto, Asteria escalou a janela de volta ao telhado, no momento exato em que a porta era aberta. Fugindo da direção oposta à qual viera, ela constatou que o muro ali estava tão próximo da casa que ela poderia tentar pular. Com um som de telhas se quebrando, ela pode constatar que os guardas já começavam a segui-la. 


-Tsc... Vermes insistentes! - O poder voltou a fluir pelas mãos da maga. - Dark Cannon!


Disparando contra o chão, ela levantou uma nuvem de poeira que criou uma distração. Saltando na direção do muro, ela conseguiu por pouco se posicionar de pé sobre ele. O sorriso voltara já voltara aos lábios da maga, que antes de recomeçar sua fuga, encarou uma última vez a mansão invadida. Quando a nuvem finalmente se dissipara, Asteria já não estava mais lá.


Luz e escuridão não devem ser separados como rivais ou inimigos. O verdadeiro equilíbrio existe apenas quando conseguimos unir os dois opostos...

 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador

avatar

Mensagens : 71
Data de inscrição : 28/11/2012

MensagemAssunto: Re: Missões - Asteria Elphegort   Qui Jul 18, 2013 5:53 pm

 - Completada. 100.000 Jewels -
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Asteria Elphegort
Magos Oracion Seis
Magos Oracion Seis
avatar

Mensagens : 72
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 28
Localização : Catedral da Oración Seis

Ficha Magica
Jewel (Dinheiro): Jewel (Dinheiro):: 1.045.000

MensagemAssunto: Re: Missões - Asteria Elphegort   Sab Jul 20, 2013 3:46 am

A fera de Byron...
 
 

Spoiler:
 

Era um belo fim de tarde quando Asteria finalmente chegara nas proximidades de Byron Town. A pequena cidade, localizada ao lado de um bosque na região leste de Fiore, era um lugar pacato e sem muitas novidades, onde muitas pessoas considerariam ser a escolha ideal para se envelhecer longe de problemas. Ou pelo menos fora assim até alguns meses atrás. O monstro terrível que vinha causando pânico e destruindo os carregamentos, estava deixando a população aterrorizada. Não apenas pelo risco de ele invadir alguma área populacional, mas também pelo modo como afugentava os comerciantes e turistas, fragilizando e em muito a economia de Byron.


Naquele momento, a maga passeava calmamente pelos bosques achando bastante estranha toda aquela quietude. Numa floresta comum, era esperado ao mínimo um cantar de pássaros ou o som do vento passando por entre os galhos das árvores. Mas ali não havia nada. Tinha algo de errado. E ela apostaria todos os jewel que possuía de que aquele silêncio absoluto tinha algo a ver com a temida fera. Asteria quase podia sentir o cheiro de armadilha no ar, mas mesmo assim continuou sua caminhada. O sol já se punha no horizonte e o céu escurecia-se cada vez mais.


Depois de alguns minutos, os ventos começaram a esfriar, mas ela não se incomodava. A noite era sua aliada há anos e a lua era a luz um farol melhor do que qualquer outro. De súbito, um som repentino pôs fim àquela calmaria. Galhos se quebravam a distância como o som de passos sob o chão da floresta. O barulho fora algo extremamente simples e baixo, de modo que poderia enganar quase qualquer pessoa. Mas não alguém que fizera de seu corpo uma comunhão total com a solidão da noite. Um sorriso apareceu nos lábios da maga.


- Como eu suspeitava... - Ela disse para si mesma. - São passos decididamente humanos.


Saindo por detrás das folhagens, uma grande criatura surgiu rugindo furiosamente. Era semelhante a um lobo com cinco vezes mais o tamanho natural. No pelo albino, trazia marcas de sangue humano e seus olhos negros encaravam a invasora com um olhar assassino. Ele avançou indo em sua direção lentamente, como se esperasse que ela fosse fugir a qualquer momento. Mas não foi bem o que aconteceu.


- Uma ilusão muito boa realmente. - Ela iniciou em tom de desdém. - Mas para uma maga do meu nível... - Saindo do bolso esquerdo das roupas da maga, três moedas douradas começaram a brilhar fortemente na escuridão da floresta. - ...Isso é como um truque barato. Um lobo deste tamanho que não produz nenhum mísero som ao caminhar? Por favor... Que magia de iniciante.


O ambiente foi iluminado por uma luz poderosa e brilhante, como se a autoridade do sol houvesse invadido os domínios da lua. Estendendo sua mão direita lentamente na direção de um arbusto próximo, Asteria concentrou seu novo poder recém-adquirido na segunda moeda e pronunciou em alta voz:


- Shinning Sun! - Saindo da palma de sua mão, um raio dourado atingiu o alvo, explodindo terra e folhas, além de ferir gravemente um homem que se escondera ali.


Ao mesmo tempo, a figura do lobo se desfez e antes que percebesse, a jovem estava cercada por duas dúzias de magos.


- Quem é você?! - Indagou um que parecia ser o chefe. - E como descobriu o ilusionista?


- O que? - Uma expressão divertida tomou o semblante da maga. Não o sorriso sádico de sempre, mas um que inspirava mais alegria do que escárnio. - Por um mísero segundo... Vocês realmente acreditaram que uma ilusão deste nível poderia enganar um membro da Oración Seis?


Assim que o nome da guilda foi mencionado, um murmúrio começou ao redor de Asteria, como se os magos finalmente houvessem se dado conta da enrascada em que haviam se metido.


- Acharam que iriam muito longe com essa farsa magos de Byron? - Asteria continuou. - Vocês se esconderam na floresta todo este tempo, roubando os carregamentos, fingindo suas mortes e assustando os viajantes para deixar o caminho livre para inspirar o medo em seus compatriotas não é mesmo? Que maldade... - A voz da maga assumiu um tom brincalhão.


- Cale-se! - O mestre a interrompeu. - Oración Seis ou não, você nunca vai poder sair daqui depois de tudo o que sabe! Homens! Matem a intrusa!


Enquanto, os magos vinham cercar a sacerdotisa, esta jogou a primeira moeda ao ar e mais um clarão invadiu os bosques.


- Golden Victory. 


Quando a luz se apagou, Asteria estava envolta em uma magnífica armadura de ouro puro, que reluzia como se possuí-se uma fonte de luz própria.


- Agora que já estou pronta... O que me dizem de uma brincadeirinha garotos?


Durante toda o resto da noite, Asteria batalhou contra a guilda de Byron, derrotando seus magos um por um, até que finalmente terminou seu trabalho. A "fera" que amedrontava a cidade estava finalmente derrotada e ela poderia seguir viagem até seu destino. Pegando o chefe dos magos ladrões "gentilmente" pela gola da camisa, ela o levou até a cidade, onde depois de receber a recompensa, partiu de volta à Catedral da Oración Seis.


Luz e escuridão não devem ser separados como rivais ou inimigos. O verdadeiro equilíbrio existe apenas quando conseguimos unir os dois opostos...

 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador

avatar

Mensagens : 71
Data de inscrição : 28/11/2012

MensagemAssunto: Re: Missões - Asteria Elphegort   Dom Jul 21, 2013 5:43 pm

 - Completada. 90.000 jewels -
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Asteria Elphegort
Magos Oracion Seis
Magos Oracion Seis
avatar

Mensagens : 72
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 28
Localização : Catedral da Oración Seis

Ficha Magica
Jewel (Dinheiro): Jewel (Dinheiro):: 1.045.000

MensagemAssunto: Re: Missões - Asteria Elphegort   Qua Jul 24, 2013 8:32 pm

Um dia monótono...


Spoiler:
 


 Tedioso era realmente uma das únicas palavras que poderiam descrever aquele dia. Desde manhã cedo, Asteria estivera coletando uma grande lista de ervas especiais nos arredores de Magnolia. Algumas em lugares muito afastados uns dos outros, ou em regiões íngremes e de difícil acesso. Mas seu esforço estava quase sendo recompensado. Afinal para que suas tarefas fossem concluídas, apenas mais um item faltava para completar aquele trabalho. Pegando novamente um papel amarelado, ela consultou o desenho de uma pequena flor avermelhada com um espécie de coroa azul no topo.

 Pela descrição, aquele tipo de planta crescia apenas em regiões próximas à água e de pouca luminosidade. Ao dirigir seu olhar para um vale ao sul, ela pode notar um pequeno lago com uma caverna pela qual as águas adentravam. Ao lado, havia um pequeno caminho composto por pedras molhadas que conduzia ao interior do que parecia ser um túnel. Asteria suspirou fundo antes de prosseguir. Parecia ser o único modo de obter a flor.

 Utilizando suas moedas como fonte de luz, Asteria iniciou uma caminhada através da caverna, procurando a flor pelas galerias, que pareciam ficar menores a cada passo. Depois de vários encontros desagradáveis com morcegos e teias de aranhas, as vestes da maga não estavam num estado muito melhor do que a própria, que àquela altura já estava suja de terra e lama. Depois de muito procurar, ela finalmente localizou o último item. Num local enlameado entre duas pedras, lá estava a flor vermelha. Tentando pegá-la, Asteria escorregou e caiu na água, ficando completamente ensopada.

Depois daquilo, a maga ficou furiosa. Disparou sua magia Dark Cannon repetidas vezes contra a caverna e só percebendo tarde demais que aquela havia sido uma péssima ideia. Saindo dali às pressas, ela foi seguida por um grande desabamento, que aterrou completamente as galerias subterrâneas, mudando o curso do fluxo de água interno e fazendo o pequeno lago crescer exponencialmente, de modo que tomou uma grande parte do vale. Quando finalmente conseguiu chegar a uma região seca, Asteria estava completamente enlameada.

Quando voltou ao local onde o acampamento da guilda médica estava localizado, ela atingiu o primeiro que ousou zombar dela com um poderoso chute no estômago. Asteria logo pegou a recompensa e seguiu de volta à catedral. Agora era oficial. Ela jamais entraria em uma caverna novamente.


Luz e escuridão não devem ser separados como rivais ou inimigos. O verdadeiro equilíbrio existe apenas quando conseguimos unir os dois opostos...

 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Missões - Asteria Elphegort   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Missões - Asteria Elphegort
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Missão de Alexia
» Bingo Book Missões
» Missão de rank C - Aula de Ninjutsu!
» Missão 3: A procura de Ivo
» Criação de Missões

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fairy Tail World RPG :: Área RPG :: Missões-
Ir para: